Miguel Rômulo

Ator

voltar

Miguel Rômulo é o caçula de uma família de seis irmãos. Foi o primeiro da casa a se interessar pela dramaturgia. A trajetória na carreira artística começou como a de outros talentos mirins. Ele queria aparecer na televisão e a família percebeu que levava jeito para a coisa. Logo, começou a atuar em diversas campanhas publicitárias.

A estréia na teledramaturgia aconteceu na novela Coração de Estudante (2002) com o personagem André. Participou também de Celebridade (2003), Senhora do Destino (2004) e Pé na Jaca (2006). Nessa última, fez Marquinhos, um rapazinho que carregava o trauma de ter sido abandonado pelo pai.

Com o papel de Shiva, na novela A Favorita, em 2008, ganhou o prêmio de ator revelação no melhores do ano no Programa Domingão do Faustão.

Em 2009, foi o Felipe em Caras e Bocas, também na TV Globo.

Em 2010, foi convidado para comandar as manhãs da emissora, a frente da TV Globinho.

Esteve em cartaz com a peça Tango, Bolero e Cha Cha Cha por mais de 1 ano (2010/2011)

Em 2011, viveu o Cícero na novela Cordel encantado e em 2012, o Bruno, em Amor Eterno Amor.

Depois de passar a infância e a adolescência interpretando rapazes tímidos e desajeitados, em 2013 o ator Miguel Rômulo, 21 anos, tem seu primeiro papel de adulto na TV em "Jóia Rara" (Globo).  Na trama de Thelma Guedes e Duca Rachid ele foi Décio, um "bon vivant" de caráter duvidoso que se envolve com a vedete Aurora Lincoln (Mariana Ximenes).

Em 2014 imediatamente após o término de "Jóia Rara" o ator foi convidado para fazer participação na série "A Grande Família" interpretando Tuco na adolescência.

Em 2016, esteve no ar como Quincas de "Êta Mundo Bom" novela das 18hs da Rede Globo.